X

Massao Ohno

Publicado pela Praça em 09.08.2021

Filho de imigrantes japoneses, o editor, escritor e artista gráfico Massao Ohno (1936-2010) nasceu em Sorocaba, no interior Paulista. Após estudar Odontologia na USP, Ohno decidiu dedicar-se integralmente à carreira de editor nos anos 1950. Seu trabalho foi sempre marcado pelo esmero visual de seus livros – pensados como obras de arte que complementavam os textos neles impressos – tanto quanto pela vontade de auxiliar novos talentos a ter seus trabalhos publicados. Dentro de sua “Coleção Novíssimos”, editada a partir da década de 1960, foram publicados escritores hoje famosos, como Roberto Piva e Claudio Willer. Nesta entrevista, Ohno relembra os tempos passados pesquisando o acervo da Biblioteca Mário de Andrade.

O Projeto Memória Oral foi idealizado como parte das comemorações dos 80 anos da Biblioteca Mário de Andrade. Com o intuito de aprofundar o entendimento sobre a história da instituição e melhor compreender seu papel cultural, foram produzidos e reunidos a partir de 2005 mais de 50 depoimentos de ex-funcionários, diretores, pesquisadores, usuários, artistas e intelectuais que tiveram fortes vínculos – profissionais ou diletantes – com a BMA. Esse projeto foi importante também para reaproximar a instituição de seus colaboradores, cujos depoimentos reafirmaram a força e importância da Biblioteca Mário de Andrade na difusão da educação informal e do respeito à diversidade cultural e à tolerância, servindo de combustível para a sua revitalização e seu reposicionamento na cena cultural paulistana. Em comemoração aos 90 anos da BMA, esse conjunto de depoimentos será disponibilizado ao longo deste ano no nosso canal no YouTube.

Em breve!

se você já possui um cadastro, anuncie gratuitamente

Envie apenas uma história, uma entrevista ou um artigo de não-ficção de cada vez (com no máximo 10.000 palavras) e não mais do que três poemas de cada vez. Traduções devem ser acompanhadas de uma cópia do texto original. Você pode enviar trabalhos quantas vezes quiser, mas pedimos que aguarde nossa resposta antes de enviar outros trabalhos para consideração. Não há contagem máxima de páginas para envios e, no momento, não estamos procurando trabalho sobre nenhum tema ou tópico em específico. Dito isso, ler nosso conteúdo recente e também a página SOBRE A PRAÇA, é talvez a melhor maneira de desenvolver um senso do que estamos buscando.

Nossa pequena equipe vai fazer o possível para responder o quanto antes. Agradecemos sua paciência e compreensão.

Preencher Formulário